Ganhar dinheiro Prestando Assistência

Ganhar dinheiro prestando assistência

Difficoltà:

icona di difficoltà

Tempo da dedicare:

icona tempo da dedicare

Guadagno potenziale:

icona di potenziale guadagno

Salário médio por hora

R$

DinheiroNinja ponto:

“O principal objetivo do site DinheiroNinja é ajudar nossos leitores a melhorar sua vida financeira. Estabelecemos parcerias com outras empresas que compartilham a mesma visão. Alguns dos links neste post podem ser de nossos parceiros. É assim que ganhamos dinheiro”

Forma segura de ganhar dinheiro em DinheiroNinja.

Os assistentes virtuais ajudam pequenas companhias que não tem os recursos para contratar um secretário a tempo integral, ou que às vezes simplesmente precisam delegar trabalhos administrativos. Como assistente virtual, você terá horas de trabalho flexíveis, não tem que fazer viajens diárias, e pode ganhar até R$1.000,00 por dia. Parece bom para você? Então continue a ler.

Se você tem um pouco de experiência com trabalho administrativo, esta pode ser a maneira mais fácil para você se tornar um empreendedor e ganhar dinheiro sendo um freelancer, utilizando seus conhecimentos.

Uma coisa para ter cuidado aqui são organizações que pedem que você pague uma taxa para ser listado com eles. Organizações que pedem pagamento são trapaceiras e não darão a oportunidade para que você ganhe seu próprio dinheiro. Se realmente quiserem o ajudar, não pediram pagamento.

Qual é o trabalho?

Assistente virtual é uma pessoa que trabalha como secretário em casa com seu computador. Não é todo mundo que consegue fazer o trabalho – você precisa ter experiência na área antes de começar o trabalho como secretário virtual.

Ganhar dinheiro prestando assistência

O trabalho pode involver uma grande variedade de tarefas, desde simples telefonemas até enviar e-mails e planear eventos, etc. O mais especializadas que forem suas habilidades, mais você poderá cobrar por seu trabalho e mais fácil será encontrar excelentes trabalhos na internet. Se, por exemplo, você tiver cinco anos de experiência com marketing e bastante conhecimento de Microsoft Publisher, você pode se vender como um especialista da área.

Empresas contratam assistentes virtuais se não tiverem um empregado de tempo integral. Desta maneira, elas economizam dinheiro e espaço de escritório. Um assistente virtual não é um funcionário de meio período, mas um empreendedor profissional, lidando com seus impostos, gastos e equipamentos. Como um assistente virtual, você sozinho será responsável por encontrar clientes e promover seus serviços.

Para se tornar um assistente virtual bem sucedido, você necessitará ter conhecimento em tecnologia da informação (TI). Mesmo que você conheça o básico, também precisa saber lidar com seu computador se ele parar no meio do seu dia de trabalho. Ao contrário de trabalhar em um escritório, você não terá profissionais de TI prontos para prestar assistência.

Antes de começar seu trabalho como assistente virtual, você terá que comprar certas coisas para seu escritório em casa. Primeiro, você precisa de internet confiável que não ficará lenta por ter muitos programas abertos ao mesmo tempo. Depois, você precisará de um telefone de trabalho, um computador com todos os programas necessários, um fone de ouvido/microfone para que você possa se manter em contato com seus clientes. Muitas destas coisas podem são dedutíveis do imposto.

A necessidade de assistentes virtuais está aumentando, já que cada vez mais companhias estão requisitando funcionários temporários. Dependendo do acordo e da quantidade de trabalho, você pode cobrar por dia ou hora. Uma compensação por hora será entre R$90,00 e R$150,00.

Como se tornar um assistente virtual

Antes de entrar no serviço de assistete virtual, você terá que fazer uma lista de suas habilidades.

Tente fazer uma lista com as seguintes categorias:

  1. competências e programas com os quais você tem experiência e sabe usar bem. Isso pode ser coisas como Microsoft Word, Excel, planejamento de reuniões, etc.
  2. competências e programas com os quais você tem experiência ou não sabe usar muito bem.
  3. competências e programas que você gostaria de aprender.
  4. competências e programas que você gosta de usar, e competências e programas que você não gosta de usar.

Uma vez que você tenha criado uma lista para essas áreas, você poderá estabelecer como você quer se especializar.

Hvad har du brug for?

Você precisa estar familiarizado com vários programas de edição de texto, e-mail, e programas para contatos e planejamento.

A marca de um bom assitente virtual é sempre estar acessível. Os telefonemas devem ser atendidos nos primeiros três toques, e e-mails e cartas devem ser respondidos no mesmo dia.
E, sim, muitos clientes ligam para você, somente para checar sua eficiência.

Você precisa de alguma educação especial?

É claro, a coisa mais importante para se tornar um assistente virtual é experiência. A maioria das pessoas diria que você precisa ter pelo menos cinco anos de experiência na área, preferencialmente tendo tido alguma posição de responsabilidade. Ainda mais, você precisará conhecer bem todos os programas da Microsoft, e preferencialmente da Apple também. Você pode ter cursos para isso, se achar que seu conhecimento precisa ser melhorado.

  • Como em todos os outros casos, quando você quer começar um negócio, você precisa examinar o que já está no mercado. Há procura de assistentes virtuais?
  • Já há muitos assitentes sociais disponíveis?
  • Quanto outras pessoas cobram por seus serviços?

Você precisa pensar bem no trabalho de todas as maneiras e conseguir o máximo de informações disponíveis.

Como em todos os outros casos, quando você quer começar um negócio, você precisa examinar o que já está no mercado. Há procura de assistentes virtuais? Já há muitos assitentes sociais disponíveis? Quanto outras pessoas cobram por seus serviços? Você precisa pensar bem no trabalho de todas as maneiras e conseguir o máximo de informações disponíveis

Encontre um nome e o registre

Como um empreendedor, é incrivelmente importante que seu negócio tenha o nome certo. Essa é a primeira coisa que os clientes ouvem, e deve dar uma impressão boa e memorável. É claro, é sua opção simplesmente usar seu próprio nome. Mas lembre-se, no entanto, quando você escolher o nome, de verificar se ninguém mais tem o mesmo nome.

Depois disso, você precisa se estabelecer como um empreendedor e registrar o negócio.

Seguro e impostos

Seu seguro de casa pode não cobrir você trabalhando em casa. Você precisa conferir isso com a seguradora, já que provavelmente você terá que atualizar seu seguro.

Como um empreendedor, você terá que pagar seus impostos sozinho. Portanto, assegure-se de que você está acompanhando seus impostos anuais e veja regularmente se sua carga de trabalho esperada corresponde à realidade. Se não tiver certeza que pode fazer isso sozinho, você pode considerar contratar um profissional.

Financiamento e gastos iniciais

Antes de entrar de vez na vida de empreendedor, você precisa ter certeza que é viável economicamente. Até que você tenha criado uma crientela, terá pouco dinheiro. Você pode ficar com dívidas por alguns mêses? Você precisa considerar o pior caso e se você consegue lidar com isso

Para começar, você vai precisar de um quarto extra (ou pelo menos uma mesa vazia), um telefone, internet confiável, e um computador com os programas necessários. Tente calcular quanto você vai precisar ganhar para cobrir estes gastos e ter lucro a longo prazo.

Se registre em uma agência

Seu primeiro passo para conseguir clientes é se registar em uma agência confiável. Muitas agências estão na fila para pegar seu dinheiro em troca de facilitar o contato com clientes. Não pague. Nenhuma agência legítima pediria dinheiro para trabalhar para você. Não acredite em coisas como taxas administrativas ou várias outras taxas, porque assim que você pagar, o máximo de retorno que você vai ter é um e-mail.

Da mesma maneira, você deve evitar sites para ficar rico logo, com “ganhe até R$5.000,00 por dia” ou similares. Se estas ofertas funcionassem, obviamente todo mundo os usaria. Sua melhor escolha é se cadastrar em agências como VOT, que não pede nenhum pagamento, mas ajuda a facilitar contatos com companhias em todo o mundo.

Também pode ser útil se registrar na “Society of Virtual Assistants” (Sociedade de Assistentes Virtuais), que é um site grátis que o ajuda com todos os aspectos de seu trabalho como assistente virtual. Na SVA, há dois tipos de membros:

  • Membros básicos é para aqueles que estão interessados em um trabalho como assistente virtual. Como um membro básico, você pode acessar vários fóruns, onde você pode conseguir respostas para suas perguntas e aprender mais sobre o trabalho.
  • Para se tornar um membro aprovado, você precisa já estar trabalhando como assistente virtual. A página inicial do seu site e e-mail serão verificados pela SVA, e se você for aprovado, poderá usar o logo do site e ser adicionado ao banco de dados de trabalhos do site, que se espera que resultará em trabalho pago.

Pode ser frustrante que os bancos de dados de trabalho sejam inacessíveis até que você seja aprovado como membro, mas o sistema foi feito desta maneira para encorajar novos assistentes virtuais a agir corretamente, assim melhorando a indústria.

Se registrar com uma agência é o primeiro passo para uma base de clientes, mas não quer dizer que uma agência garanta trabalho. Sempre existirão pessoas com mais experiência e talento que você, então você não pode assumir que um monte de trabalho virá no primeiro dia. Inicialmente, você provavelmente precisará usar a lista telefônica, amigos e família para espalhar suas messagens.

Anúncios

Espalhar a mensagem é a parte mais difícil para começar. Espalhar a mensagem para companhias que precisam de você não é fácil, mas uma vez que tiver seus primeiros clientes, a mensagem se espalhará.

Para conseguir seus primeiros clientes, você precisará saber quais companhias querem seus serviços. Você não pode simplesmente dizer que está procurando empresas de “pequeno e médio portes” – não é específico! Lembre-se que a percentagem de respostas é aproximadamente 1-2%. Você acha que consiguirá muitas respostas com uma mensagem tão vaga?

A melhor maneira é fazer uma lista com todas suas competências e ver quais são as suas preferidas e suas forças. Então pesquise quais empresas precisam exatamente das competências que você oferece com os mais altos padrões. Se pergunte por que elas precisam de seus serviços, o que você pode fazer para melhorar a produtividade delas, como suas competências serão úteis para a companhia, e o que o separa da multidão.

Para encontrar a mídia de anúncios correta para você, precisa considerar o seguinte:

  •  Que tipos de literatura as companhias usam/leem?
  •  Quais são suas redes?
  •  Em qual rede você pode facilmente contatá-las?

Outras maneiras de anunciar seus serviços

Se puder, crie uma página inicial sobre você e seu negócio. Não é tão difícil quanto parece. Você pode usar programas do blogger (como Blogger ou WordPress), que são extremamente fáceis de usar para os usuários.

Um blog é uma excelente maneira de criar seu curriculum virtual, onde você pode anunciar você mesmo e sua experiência. Você pode até mesmo aprender a ganhar dinheiro com seu próprio blog e pode querer postar alguns comentários e descrições de trabalhos passados.

Se um blog parece muito, você também pode criar um perfil do LinkedIn, onde você também tem a opção de escrever com colegas e outros contatos. Se você for ambicioso, você também pode usar redes sociais, como Facebook e Twitter. facebook é um excelente lugar para conseguir contatos pessoais e profissionais.

Atualmente, a maioria das companhias tem um perfil do Facebook e/ou Twitter, o que faz com que sejam bons lugares para anunciar suas experiências. Algumas companhias até anunciam vagas de empregos em redes sociais, o que obviamente você não quer perder.

E, é claro, não podemos nos esquecer de comunicações em pessoa. Você nunca sabe com quem vai se encontrar, então sempre use cartões de negócios pessoais para serem distribuidos se precisar, mesmo que incomode alguém.

Isso pode não ser tão importante no inicio, quando você tem apenas alguns clientes, mas se derrepente você conseguir muitos, um bom sistema é essencial.

Não se precisa dizer que quantos mais serviços você oferecer, mais você pode cobrar por eles. Portanto, não tenha medo de novos desafios, já que eles podem aumentar seu valor.

Quanto você pode cobrar?

Isso obviamente depende de quais serviços você pode oferecer, e se você é pago por dia ou hora. Agências cobram até R$750,00 por cliente por dia, e você normalmente cobre R$75-125 por hora.

Links úteis:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima